Biotina e a relação com exames laboratoriais

#laboratoriosolucao #sc #itajaí #soluçãocentraldiagnóstica #exames #biotina


Muito se ouve falar que vitaminas em excesso podem fazer mal, não é mesmo? Porém, quando se trata da Biotina, também conhecida como vitamina B7, exagerar na dose pode disfarçar problemas futuros que não aparecem nos resultados dos exames.

A Biotina é conhecida por manter cabelos, pele e unhas saudáveis e é bastante encontrada nos multivitamínicos que são comumente comercializados. O corpo não produz essa vitamina, por isso é necessária a ingestão diária.

Alguns alimentos comuns em uma dieta equilibrada podem trazer a quantidade necessária de vitamina B7 para nosso corpo. Ela pode ser encontrada em amêndoas, ovos, peixes, laticínios, cogumelos, soja, espinafre entre outros.

Recomenda-se uma ingestão diária de 5 a 35 microgramas, dependendo da idade, sexo e eventualidades como, por exemplo, lactação ou gestação. Alguns suplementos, em especial os que promovem a saúde dos cabelos e unhas podem ter uma concentração bem maior, portanto fique atento.

Quando o corpo obtém a Biotina de forma natural é provável que esteja adquirindo a quantidade adequada e assim é muito mais seguro realizar os exames, sem interferências de resultado.

Níveis muito altos de vitamina B7 podem afetar os testes feitos para diagnosticar doenças como: anemia, câncer, doenças cardíacas ou relacionadas a hormônios e até mesmo mascarar uma gravidez.

Isso acontece porque grande parte dos laboratórios utilizam métodos de triagem com base em imunoensaio, que mede a concentração e a presença de uma molécula em uma solução. Sendo assim, se há muita biotina livre de flutuação no seu sistema, o resultado do exame pode ser alterado.

Ou seja, dependendo das metodologias aplicadas os exames podem apresentar baixos níveis ou altas que não são verdadeiras. Muitas vezes essa relação com o excesso de biotina não fica óbvia para o médico.

Por isso, verifique seus suplementos e saiba o quanto de biotina está sendo ingerida. Se você reconhece que está recebendo mais vitamina B7 que o recomendado, fale com seu médico, é possível suspender a ingestão da vitamina até 72h antes dos exames e evitar falsos positivos ou negativos.