Falta de sol e o mal ao organismo

#sc #itajaí #soluçãocentraldiagnóstica #vitaminad #sol #exposiçãoaosol #cuidadosnosol #cuidadoscomapele #saúde

Assim como expor o corpo ao sol excessivamente sem proteção pode nos causar danos, evitá-lo por um longo período também tem suas consequências.

A falta de sol pode acarretar problemas ao nosso organismo, isso porque o banho de sol está diretamente associado à produção da vitamina D pela pele, essencial para controlar a saúde dos nossos ossos, regular o sistema imunológico, entre outras funções essenciais. Saiba mais a seguir.

Sintomas da deficiência de vitamina D

Baixos níveis dos nutrientes dessa vitamina podem ser a causa de diversas doenças, como:

Ossos fracos - uma das principais funções da vitamina D no organismo é manter os níveis de cálcio adequados. Se a absorção for baixa, pode levar ao enfraquecimento dos ossos e provocar fraturas.

Doenças cardiovasculares - estudos recentes têm mostrado que a deficiência da vitamina D no sangue também tem ligação com o aumento do risco de infecções, dobrando as chances do desenvolvimento de problemas cardíacos, pois sem ela o sistema imunológico se torna mais vulnerável.

Depressão - já existem estudos científicos que comprovam que a carência de vitamina D pode causar transtornos psiquiátricos, como a depressão. Além disso, segundo o estudo “Vitamin D Deficiency Is Associated With an Increased Likelihood of Incident Depression in Community-Dwelling Older Adults” realizado com cerca de 4 mil pessoas com idade acima dos 50 anos e publicado em 2018, a falta dessa vitamina pode aumentar em 75% o risco de desenvolver a doença.

Fraqueza nos músculos - a fraqueza muscular também pode ser um sintoma da falta de vitamina D, já que os músculos esqueléticos só funcionam adequadamente com níveis ideais no corpo.

Problemas respiratórios - a carência de vitamina D também está associada a infecções respiratórias, como a asma.

Afinal, como manter os níveis ideais de vitamina D no corpo?

Manter uma dieta equilibrada composta por alimentos ricos em vitamina D, como ovos, fígado de galinha e de boi, salmão, sardinha podem auxiliar na manutenção dos níveis do nutriente no corpo. No entanto, somente essa prática não basta, pois seria necessário ingerir grandes quantidades desses alimentos.

Portanto, tomar sol diariamente ainda é a melhor forma de garantir a suplementação de vitamina D ideal para o corpo. Para pessoas de pele mais clara, o recomendado é a exposição ao sol da manhã por pelo menos 15 minutos, para pessoas de pele negra, recomenda-se 1h diária.

Para saber se possui os níveis de vitamina D recomendados em seu organismo é importante manter seus exames e consultas sempre em dia. Continue acompanhando nosso blog e mantenha-se informado sobre novidades na área da saúde.